sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Tibério e a contracultura

O relógio já marcava duas da manhã quando o celular berrou naquele mar de silêncio reinante no quarto.

- Alô

- Oi Lucena. É Tibério. (Quem não o conhece, acessar o link Amigos)

- Quem???

- Tibério, rapaz! Acorde!

- Meu amigo, você passa dois meses sem dar notícias e quando me liga é num momento em que meu cérebro está com funcionamento prejudicado. É bom que o motivo seja razoável.

- Isso você vai me dizer agora. Olha só: estava aqui lendo Mateus 5 a 7 e eu queria que você me explicasse algumas coisas.

Ainda desorientado, acendi a luz e numa sensação de senta que lá vem a história já me preparava psicologicamente pra perder a noite de sono.

- Tá, qual sua dúvida? Seja rápido. Não quero que meu humor descubra que fui acordado por você no meio da noite.

- Lucena, é simplesmente impossível viver o que está escrito aqui. Que tipo de socialismo, niilismo e completo desapego a qualquer tipo de materialismo esse Jesus pregava? Parece até interessante, agradável e perfeito do ponto de vista das relações sociais, mas humanamente inviável.

- Tibério, é o seguinte: o sermão da Montanha contém valores básicos do Cristianismo, isto é, os princípios fundamentais de como as coisas deveriam ser e não de como elas são. Na verdade, há nesse texto algo muito interessante chamado contracultura. Você, mais do que eu, sabe que o movimento contracultural aqui no Brasil surgiu na segunda metade do século XX e tinha como fim contestar o sistema vigente e o estilo de vida posto na época. Porém, quando se trata de Cristianismo (que de religião não tem nada e é definido como estilo de vida), essa postura é muito mais antiga, haja vista ser essência desta fé a orientação contra os valores postos na sociedade. Por exemplo, enquanto o mundo nos diz para sermos os melhores, os mais competitivos, agressivos nas teias profissionais, Jesus de maneira muito sábia disse “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”.

- Sei. Prossiga, Lucena.

- Então... Na medida em que somos orientados a arrefecer e nos tornarmos pessoas insensíveis às dores, aos problemas, superá-los de toda forma e atropelar toda forma de desânimo, Abba diz “Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados”. Enquanto a mídia e tudo o mais que aí está nos diz a não levarmos desaforo para casa, a ter sempre uma resposta para tudo e todos e ficar irredutivelmente como suposto vencedor em qualquer discussão, Jesus disse “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra”.

- Cara, mas isso é impossível. É psicológica e socialmente insustentável ter uma conduta dessa. Se for assim, daremos espaço para aproveitadores dominarem.

- É aparentemente impossível porque os nossos valores não são coincidentes com os do Reino. Alguns até são, mas a maioria deles destoa. Veja você que a maioria das regras de moralidade e jurídicas tem lastro judaico-cristão. O nosso Código Penal, Civil e disposições básicas da Constituição Federal, por exemplo, são formas modernas e sistemáticas de dizer ao povo o que há 10.000 anos já era tido como verdade. Só para ilustrar: o art. 121 do Código Penal diz “Matar alguém – reclusão de seis a vinte anos”. E o que está escrito lá em Êxodo 20:13? “Não matarás”. Bingo!

- Tudo bem, essa parte eu entendi, mas como eu posso fazer pra viver o que está escrito ali, rapaz?

- É um exercício de policiamento e de substituição de motivações. Um bom termômetro cristão é desconfiar de quase tudo que as pessoas acham como normal, aceitável ou aconselhável. Dada o rumo de destruição que a humanidade está tomando, cada dia terminado percebe-se o eleito como plausível pela modernidade como absurdo. Mas eu devo te advertir, Tibério, que essa vida proposta por Jesus, diferentemente do que se fala por aí, não é uma vida isenta de problemas, angústias, repleta de oba-oba. Pelo contrário. O caminho é estreito e espinhoso. O próprio Jesus disse “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa”. Em outras palavras, meu amigo, não espere ser compreendido, aceito, o legal da turma, que relega a Verdade para não criar atritos. É por isso também que se chama o evangelho da contracultura. Numa compreensão mais ampla é até possível dizer que tal estilo de vida suplanta nosso senso de conforto.

- Sei...

- Também devo te dizer que há também fonte de paz e graça para as dores, entendeu?

- ...

- Tibério? Dormiu?! Tibério!!!

- ...

De repente, recebo uma mensagem “Você gastou dez reais dos seus créditos”. Seu saldo é de R$ 0,00.

Eu não acredito que aquele beleza me ligou a cobrar e eu não ouvi. E lá vamos nós... mais uma noite sem dormir. E sem créditos!

LUCENA FILHO

8 comentários:

Carla disse...

"Um bom termômetro cristão é desconfiar de quase tudo que as pessoas acham como normal, aceitável ou aconselhável."

Mto bom isso!

"...Seja rápido. Não quero que meu humor descubra que fui acordado por você no meio da noite."

rsrssss


ps: qdo eh q vc vai colocar crédito no seu cel. de novo, hm? e...Qual foi a hora q Tibério te ligou? rs

Kylze disse...

Gostei, gostei muito.

kssvv disse...

Já te falei que é muito gostoso ler teus textos e as tua narrativas são divertidas. Agora, o mais instigante é o teu personagem, Tibério. Quanto mais ele aparece por aqui, mais tenho chances de conhecê-lo melhor (tu me entendeste, né? rrs). Ah, as dúvidas dele fazem sentido. As respostas às perguntas me servem de conhecimento. Estou sempre aprendendo por aqui. Valeu, P-R-O-F-E-S-S-O-R!!! Uhuuuu!!!

Angelo Gadelha disse...

Mermão, como é que falta crédito no Procurador do Universo? Ainda não te deram um cebolar infinto?

Geórgia disse...

Adorei tudo, como sempre. Foi um prazer conhecer Tibério. Meio folgado ele, é verdade, mas ainda assim, gostei. (risos)

Brincadeiras a parte, vamos ao motivo de escrever este comentário de hoje: Seu aniviersário.

Ainda estou nos últimos minutos do dia, dá tempo!!!

Enfim, parabéns, meu amigo! Não só por mais um aniversário, porque, afinal, 25 anos, qualquer um que conseguir sobreviver, fará.
Mas, por quem você se tornou nesses 25 anos.
Além da inteligência inquestionável, um humor agradável, um coração de ouro e um amigo que, apesar de muito chato, eu me orgulho em ter. Está no topo da minha lista, entre os que mais admiro, você sabe.

Tudo de bom, pra você, amore; Que Deus continue o abençoando com tudo que merece! Muito sucesso, muito amor e muita paz no coração.

Te adoro muito.
Beijos

Shirlay disse...

O caminho é estreito e espinhoso.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

milaabath disse...

Gostei do teu blog, menino...

Bom, a contracultura crista eh engacada mesmo {perdoe-me falta de acentos e letras trocadas, teclados belgas sao terriveis}, podes ate gastar dez reais, mas bem-aventurados sois, hehehe.

A contracultura do cristianismo pra mim eh explicita quando Jesus disse que aquele que quer vir apos ele VENHA! Mas negue-se a si mesmo {às aparencias, aos desejos, ao q esperam dele} e que tome sua propria cruz {que nao eh uma cruz salvadora, mas eh uma cruz onde pregamos o nosso si mesmo, cheio de orgulho}. Somente depois disso poderemos ser chamados Cristaos, nao como religiao, mas como estilo de vida.

Abracos

Eleandro disse...

gosto muito de narração misturado com poesia ou dissertação. Isso deixa o texto bem mais leve.

O Tibério é de verdade ? rsrsrs