terça-feira, 8 de março de 2011

Perdão e parabéns, meninas!

Independente de qual cultura ou religião sejamos integrantes há um consenso universal: nós, homens, somos seres sem graça, desajeitados, perdidos e insípidos sem a doce presença da mulher. Há tanta perfeição nessa completude que o mais afeminado dos homens nunca saberá, ainda que em vão tente, a singularidade e dádiva da natureza feminina.

A mulher - criação rara divina - é tão sublime e aparentemente ameaçadora para a estabilidade da segurança dos homens que a tacanha da nossa mediocridade ainda insiste em podar-lhe o direito natural de ser tratada com dignidade, ternura e igualdade. Perdoem-nos por tamanho desafeto e grosseria. Há pavor na alma daqueles que assim agem; são amedrontados pela incapacidade de admirar os especiais e vívidos detalhes diferenciais da vossa existência. Estão invadidos pelo terror de serem dominados pela beleza e sensibilidade tão presentes nos olhos dos seus opostos. Des-CULPEM tais ignóbeis; são despreparados para o amor, a vida e desinformados do fato que Deus tem representantes mortais com o poder de aliviar-nos a dor da caminhada diária: vocês.

O merecimento que emana da figura das mulheres não se limita aos salários isonômicos, proteção contra a violência, discriminação e lançamento gratuito na sarjeta do machismo. Transcende nossa capacidade de retidão. Delas brota o incrível dom de gerar a vida e hospedá-la no ventre e coração. Um dia apenas para agraciá-las com homenagens é uma demonstração irrisória da nossa gratidão pela paciência, cuidado e carinho.

Sintam-se abraçadas e felicitadas, em especial aquelas desconhecidas, oprimidas, violentadas, trancafiadas por véus, burcas, mentiras, socos e estupros. Sincero o pensamento de Henry François Becque quando disse certa vez que há de tudo um pouco nas lágrimas das mulheres.

Viva as iranianas, cambojanas, brasileiras, chinesas, sudanesas, nordestinas! Viva a feminilidade! Viva as mulheres! 

Parabéns!

Lucena Filho

"Pode-se graduar a civilização de um povo pela atenção, decência e consideração com que as mulheres são educadas, tratadas e protegidas" (Marquês de Maricá)

16 comentários:

Wendy disse...

Bom saber que existe algum homem que pense assim como vc e se digne até em pedir perdão!!!
Parabéns!!!!

Anita disse...

Obrigada:
pela lembrança,
pelo carinho,
pela humildade,
pelo reconhecimento,
pela capacidade de amar o próximo e...
pelo grande homem que és.
Abraço,
Andréia Albuquerque.

Helena disse...

Só você mesmo.
Obrigada.

kssvv disse...

Sinceramente, foi o mais belo texto de reconhecimento dedicado às mulheres que já li até hoje. Receba meu muito obrigada e a reciprocidade de que, sendo homem, vc também merece o nosso reconhecimento. Beijo grande!

Luiz disse...

não sobraram palavras...
palavras,para quê?
parabéns!

Camila disse...

Obrigada!
Lindo texto!

Lucena Filho disse...

Meu agradecimento pelos comentários. Vocês merecem a homenagem diária.

Lisiane disse...

Parabéns pelo texto, muito lindo! E obrigada, rs :*

Luciane Liberato disse...

Esse texto impressionou...
Parabéns!!

Tetsy disse...

Muito bommmmmm!
gostei bastante!

Tatiane disse...

Passeando pelos blogs da vida, encontrei o seu. E depois de ter lido alguns textos, inclusive esse, não poderia deixar de parabeniza-lo pela excelencia na escrita, ou melhor, nas expressões..rsrsrrs
Parabens! espero em breve encontrar um novo texto por aqui.
Tudo de bom!

Lucena Filho disse...

Volte sempre, Tatiane!

Anônimo disse...

uau! 'mandou SUPER bem!'

Wilson Duarte disse...

Excelente texto amigo. Mas não esperaria algo diferente de um amante das mulheres ...... rsrsrss

T.a.t.h.i.a.n.a L.u.c.e.n.a disse...

Adorei... Obrigadaaaaaa!!!
Palavras exatas... como sempre.

=)

Vanessinha disse...

Não surpreende ter vindo de você.
Muito bom! Parabéns! =*